Criando um portfólio de arte para jogos que te ajudará em sua contratação

Tweet
Criando um portfólio de arte para jogos que te ajudará em sua contratação

Um bom portfólio é essencial para quem quer trabalhar como artista de games. É um setor muito visual, então seu portfólio é a primeira coisa que uma pessoa gerente de contratação procurará quando você se candidatar a um emprego no setor. Isso significa que é crucial que prepare seu material com o melhor que você pode mostrar.

Mas, o que você coloca em um portfólio de arte para jogos e como garantir que isso impressione uma pessoa gerente de contratação?

Estamos aqui para responder a essas mesmas perguntas. Diremos a você o que o portfólio de um artista de jogos deve incluir e o que as pessoas recrutadoras estão procurando.

Prepare-se para o que escrevemos para você!

Preparando-se para a missão: dando ao seu portfólio um objetivo óbvio

Um dos erros mais comuns que as pessoas de nível júnior no setor de arte cometem quando se trata de seu portfólio é não pensar muito bem sobre o assunto. Quando você se prepara para se candidatar a empregos, pode ser tentador cair de cabeça nas vagas, selecionar seus melhores trabalhos e enviá-los para todos os estúdios que estão contratando.

Esta raramente é a abordagem mais produtiva.

Dizemos isso pois temos a seguinte situação: como artista júnior, os estúdios estão interessados ​​em saber se você pode fazer o trabalho para o qual eles estão contratando. Ponto final. Se eles estão contratando alguém para criar armas, eles vão querer ver um portfólio cheio de armas. Da mesma forma, se eles estão contratando um artista de personagens, mas seu portfólio possui apenas um ou dois personagens, você não está dando confiança o suficiente para eles de que essa é sua especialidade.

Isso nos leva ao nosso primeiro grande conselho quando se trata de construir um portfólio de arte para jogos eficaz: dê ao seu portfólio um objetivo óbvio. No início de sua carreira, é muito mais fácil aprimorar uma única área da arte em vez de ser pau para toda obra. Embora possa parecer natural querer exibir uma variedade de trabalhos, é melhor começar de forma simples: mostre a uma empresa uma ou duas áreas principais que você foca e mostre está fazendo isso muito bem.

À medida que você constrói mais experiência e cresce como artista, é claro que isso mudará. A maioria dos artistas de nível pleno a sênior terá um portfólio mais variado do que os de nível júnior. Mas quando você está apenas começando, ter um objetivo claro é o caminho a ser percorrido.

Alex Beddows, Artista de Ambiente Sênior da Respawn Entertainment, falou sobre um princípio semelhante quando conversamos com ele sobre o que as pessoas do setor de arte podem fazer para melhorar seus portfólios. Ele acredita muito em garantir que seu portfólio responda a perguntas que uma pessoa recrutadora possa ter. Ele explica isso no vídeo abaixo a partir de 1:40.

Dicas de portfólio: combinando com o estilo de um estúdio

Conversamos com várias pessoas gerentes de contratação na indústria de jogos e, quando se trata de portfólios, todas preferem ver um que utilize o estilo de arte de seu estúdio do que um sem conexão com ele.

Você não precisa levar esse conselho ao pé da letra. Digamos que você esteja se candidatando para trabalhar como Artista de Armas no League of Legends: você não precisa de um portfólio cheio de armas de Runeterra, mas definitivamente deve haver alguma arte com tema de fantasia lá. Mostre que você já tem alguma compreensão do mundo que eles estão criando. É muito melhor do que se inscrever com um portfólio cheio de armas da Segunda Guerra Mundial, por exemplo.

Dicas de portfólio: processos e ferramentas utilizadas

Quando uma pessoa recrutadora visita seu portfólio, ela não quer apenas ver uma coleção de seus trabalhos. Isso é importante, sim, mas é igualmente importante que elas entendam os processos por trás do seu trabalho e quais ferramentas você usou.

O site de hospedagem de portfólio ArtStation oferece a opção de adicionar descrições e tags de "Software Utilizado" em qualquer coisa que você enviar. Você com certeza deve fazer uso destes recursos.

Fale sobre por que você criou a peça. Diga se foi um projeto solo ou em grupo ou se aprofunde no que te inspirou ou nas habilidades que você aprendeu com determinado trabalho. Dê um contexto ao que você produziu.

Este é um pequeno detalhe, mas com certeza é algo que você deve incluir em seu portfólio.

Dicas de portfólio: inclua fotos de trabalho em andamento

Um portfólio, pelo menos à primeira vista, geralmente é composto de arte finalizada. Mas as imagens de trabalho em andamento não apenas têm um lugar em seu portfólio, mas elas também são um asset real.

Se você registrou o progresso do seu projeto em diferentes estágios, pode incluí-los em cada parte do portfólio para dar às pessoas recrutadoras uma visão de como você chegou à peça final. Também te dá a chance de falar sobre as etapas com mais profundidade. O que você aprendeu ao longo do projeto? Você teve que dinamizar seu trabalho em algum momento para resolver um problema que encontrou? Qualquer coisa assim que você possa elaborar ao falar sobre uma peça de portfólio adiciona profundidade a quem você é como profissional e dá à pessoa gerente de contratação uma ideia melhor de como você chegou ao final do seu trabalho artístico.

Portanto, se você tiver fotos em andamento do seu trabalho, certifique-se de incluí-las.

Dicas de portfólio: preenchendo os requisitos

Como plataforma de emprego, regularmente aconselhamos as pessoas sobre seus currículos, e um dos principais objetivos do currículo é mostrar à pessoa gerente de contratação por que você se encaixa na função. E, bem, seu portfólio serve a um propósito muito semelhante. Não apenas para mostrar seus melhores trabalhos, mas o seu portfólio também deve ser utilizado para destacar suas habilidades técnicas e com quais programas você tem familiaridade.

O estúdio para o qual você está se candidatando utiliza principalmente o Maya? Ter pelo menos uma peça de alta qualidade feita no Maya em seu portfólio é uma boa ideia. Você pode até detalhar o que fez no Maya para mostrar seu conhecimento técnico do programa. Você criou variantes da mesma cena para ter uma ideia de como o programa funcionava? Todas essas são informações valiosas para incluir em seu portfólio para que uma pessoa gerente de contratação possa obter um escopo completo do que você pode fazer.

João, um artista de iluminação de Portugal, usa isso em seu portfólio onde ele tem uma cena feita na Unreal Engine 4 dividida em quatro versões diferentes. Cada uma transmite um sentimento muito diferente, tudo pelo uso da luz.

Créditos: João "Kouto" Couto

Dicas de portfólio: busque feedback

Quando seu portfólio estiver completo e pronto para enviar para as empresas, ainda vale a pena obter uma opinião sobre ele. Tente se conectar com artistas no LinkedIn, Twitter e Discord e veja se as pessoas podem te dar algumas dicas sobre seu portfólio. Vale a pena entrar em nosso servidor de Discord, pois temos um canal para quem está em busca de #conselhos que é perfeito para esse tipo de coisa.

Mais algumas coisas para você lembrar:

  • Certifique-se de que suas imagens sejam de alta qualidade e grandes o suficiente para se destacar.
  • Concentre-se em incluir seus melhores trabalhos e nada mais.
  • Adicione contexto ao seu trabalho, incluindo o software usado e outras pessoas que participaram dele.
  • Facilite a vida de quem quer entrar em contato com você.
  • Atualize seu portfólio regularmente à medida que desenvolve novas habilidades.

Se você seguir todos os conselhos de portfólio apresentados neste artigo, diríamos que você está fazendo tudo o que pode para se preparar para uma carreira em arte na indústria de games.

Desejamos a você boa sorte de todos nós da Hitmarker. Se você está pronto para começar a procurar emprego agora, clique no link abaixo para ver nossas vagas no setor.

→ Procurar vagas em arte para jogos

Hitmarker 🧡

Portfólio de João: https://www.artstation.com/ikouto