Sinais de alerta ao se candidatar a um emprego

Tweet
Sinais de alerta ao se candidatar a um emprego

É uma triste verdade que existem muitas empresas ruins por aí. Se uma empresa quer tirar vantagem de você, te tratar mal ou simplesmente não é profissional, é a missão de toda a nossa equipe na Hitmarker te ajudar a identificar essas empresas. É por isso que criamos um guia com alguns sinais de alerta para ficar de olho durante sua busca por emprego e como você pode melhorar sua pesquisa.

Se você sofrer algum tratamento impróprio durante sua busca por emprego ou enquanto estiver trabalhando, informe-nos aqui.

Ao analisar uma descrição de trabalho, você deve verificar todas as partes e certificar-se de que se sente confortável com tudo o que foi mencionado. Você pode encontrar algumas coisas a serem observadas abaixo e por que você precisa ter cautela com certos problemas.

Qual é a empresa?

A primeira coisa que você quer saber antes de se candidatar a um emprego é para quem você vai trabalhar. Pode ser muito tentador ver uma oportunidade e mergulhar direto nela sem considerar em que tipo de empresa você está entrando.

A maior parte de onde você obterá esse conhecimento vem de sua pesquisa – sobre a qual falaremos mais adiante – mas algo a ser observado é o quanto a empresa fala sobre si mesma. Uma empresa que se orgulha de informar quem ela é, é muito menos provável que tenha algo a esconder do que uma que evita fazer isso.

O que você vai fazer?

É importante entender o que você vai fazer no cargo. Isso não apenas permite avaliar se você é capaz de cumprir a função, mas mostra o que a empresa deseja de uma pessoa candidata.

Se você está se candidatando a um cargo de nível iniciante que lista 17 responsabilidades diferentes com as quais você estaria fazendo malabarismos, considere se a empresa está definindo expectativas realistas. Você não quer entrar em um cargo e ser obrigado a fazer mais do que está sendo pago.

Este é um sinal de alerta, mas não necessariamente algo que deve te deixar para baixo. Algumas empresas não esperam que todas as responsabilidades sejam exclusivamente suas, e você pode ter tempo para crescer em algumas delas. Se alguma dessas preocupações surgirem, anote-as e peça mais informações em sua entrevista de emprego para garantir que você não esteja nos preparativos para ter um burnout em três meses.

Por outro lado, se uma empresa é vaga ou não lista suas responsabilidades de trabalho, esse é outro problema. Não saber o que você deve fazer permite que as empresas mudem sua função e usem você para coisas nas quais você pode não ter recebido treinamento ou gosta de fazer.

A única exceção a isso são as posições de estágio ou funções de treinamento geral, onde a empresa contratará alguém com a intenção expressa de dar-lhe exposição a vários ramos do negócio. Nesses casos, será claramente colocado na descrição do trabalho que a função é ampla e educacional por natureza.

De um modo geral, porém, se uma empresa não está sendo transparente com o que é o trabalho, geralmente há um motivo, e muito raramente esse motivo te beneficia.

Que tipo de pessoa a empresa procura?

Observar o que a descrição da vaga coloca como experiências e habilidades "requeridas" e "sugeridas" de forma isolada não é muito útil para sinalizar quaisquer problemas, além de mostrar se você deve se candidatar ao trabalho ou não.

No entanto, é muito útil para te ajudar a definir uma expectativa do que a empresa deve oferecer em troca desses requisitos. É um mau sinal se um cargo júnior está exigindo muito trabalho, mas pode ser igualmente preocupante se um cargo sênior não parecer esperar muito da pessoa candidata; isso pode sugerir que o trabalho oferece muito pouco em termos de benefícios ou remuneração.

Você quer garantir que você seja alguém que a empresa consideraria seriamente para o cargo, preenchendo a maioria dos requisitos listados e, em seguida, que seus padrões correspondam ao trabalho e ao pagamento que você espera.

Que benefícios e salário a empresa está oferecendo?

Por falar em pagamento, considerar o que uma empresa está oferecendo é vital antes de enviar sua inscrição. Um número decepcionantemente pequeno de empresas lista o salário em suas descrições de vaga. Quando elas fizerem isso, tenha certeza que é um valor com o qual você está feliz e que vai te sustentar.

Isso não significa que todo contrato de meio período ou freelance vai pagar um salário mínimo em tempo integral, mas se você precisar se mudar para uma nova cidade e o trabalho for sua única fonte de renda, então ele precisa cobrir suas necessidades e despesas básicas. Se uma empresa exige realocação, não oferece ajuda de custo para isso e não está pagando o suficiente para que você viva confortavelmente, provavelmente é melhor evitar a vaga.

Dito isto, isso nem sempre é um problema do lado da empresa. Se você espera que um emprego para alguém iniciante pague R$ 7.000,00 por mês, provavelmente é você quem precisa realinhar suas expectativas.

Quais são as opções de acessibilidade que a empresa oferece?

Pode parecer que a declaração de diversidade e inclusão fornecida na parte inferior de uma descrição de vaga não se aplica a você, especialmente se você não precisar de acomodações, nem se enquadrar em um grupo menos representado. No entanto, a atenção que uma empresa dedica à essa área é um indicador importante de quão seriamente ela leva a inclusão.

As empresas que contratam uma força de trabalho diversificada e variada não são apenas melhores lugares para se trabalhar, mas tendem a ser mais inovadoras e bem-sucedidas. Se uma descrição de trabalho não faz nenhum esforço para atrair pessoas candidatas diversas, e há evidências que sugerem que isso é benéfico, você deve considerar os motivos por trás da omissão de uma declaração explícita nesse sentido.

Pesquisa da empresa: por que é importante e como fazer

Falamos anteriormente sobre a importância de pesquisar sobre a empresa, por isso queremos dar algumas dicas de como exatamente fazer isso e o que você deve procurar.

Começar sua pesquisa nos lugares óbvios – o site da empresa e suas mídias sociais – não é uma coisa ruim de forma alguma. Isso ajudará você a ter uma ideia da cultura da empresa e de como ela quer que você a perceba. Há pontos positivos para a maioria das empresas e, embora este artigo tenha sido um pouco sombrio, ainda há coisas para comemorar. Dar a uma empresa a chance de impressioná-la pode ser muito valioso e lhe dará munição para sua inscrição – e entrevista, se você conseguir uma.

Verificar as mídias sociais de uma empresa não deve se restringir às postagens que uma empresa faz. Fique de olho em como as pessoas interagem com ela e o que as pessoas não associadas à empresa estão dizendo, pois isso pode revelar qualquer informação da qual a empresa não se orgulhe. Não tome cada tweet e comentário no LinkedIn como um relatório verificado de forma alguma, mas se várias fontes estiverem dizendo a mesma coisa, vale a pena considerar.

Olhar sites de avaliação, como o Glassdoor, também é uma boa tática para ver o que as pessoas falam sobre uma empresa, especialmente aquelas que já trabalharam lá no passado. Você pode encontrar insights que não estão disponíveis em nenhum outro lugar aqui, então definitivamente deve fazer parte do seu fluxo de trabalho de pesquisa.

Novamente, é importante não focar em uma avaliação específica, seja ela positiva ou negativa, mas leve em consideração as tendências. Uma pessoa que deixa um relato ruim após ser demitida pode não ser representativa sobre empresa como um todo, pois você não pode ter certeza de quem é realmente o culpado na situação. Por outro lado, uma avaliação média dos funcionários de 1/5 sugere que a empresa não é boa.

A maior ferramenta que podemos sugerir para ter uma visão mais ampla de uma empresa é o recurso de notícias do Google. Pesquisar o nome da empresa e clicar na aba "notícias" fornecerá os artigos e relatórios mais recentes sobre a empresa.

Essa é a melhor maneira de ver um feed mais equilibrado do que a empresa tem feito, em vez de apenas um ângulo positivo ou negativo. Novamente, isso também pode apresentar pontos de discussão para sua inscrição se houver notícias positivas sobre a empresa ou um motivo para não se inscrever se o feed estiver repleto de notícias negativas.

Reservar um tempo para ler cuidadosamente a descrição da vaga e fazer sua pesquisa para garantir que você não esteja entrando em uma empresa problemática pode ajudar a te salvar de algumas situações que você prefere evitar.

Claro, pode haver sinais de alerta que não abordamos neste artigo, portanto, nosso conselho ao aplicar em qualquer vaga é ter bastante cuidado. Vale muito a pena a longo prazo.

Dito tudo isso, verifique as mais de 200 oportunidades de emprego que temos listadas em nossa plataforma.

Boa sorte em sua busca - estamos todos torcendo por você!

Equipe Hitmarker